Páginas

22 de dez de 2016

dezembro de 2015 às 06:27 · PARA TER O AMOR O mundo tá cheio de secura. foi por isso que eu vim ao mundo. Nasci num lugar muito setentrional e frio, a Lapônia. Todas as noites saía a caminhar na neve. encontrava pessoas naquela gélida paisagem a perambular com frio e fome. A maioria eram crianças. Trazia-as comigo. Agasalhava-as, dava-lhes comida. Meu nome era Nicolau. Agora a lenda me chama de Papai Noel. Para ter o amor de mãe, não precisa fazer nada. Deus me fez assim pai e mãe. Me deu um trenó e muitas renas para voar todas as noites e levar alegrias aos tantos que perambulam tristes por noites infinitas e geladas da desesperança. É com as crianças que mais gosto de encontrar. Elas esperam tudo de mim. Seus rostinhos me sorriem felizes. Sou uma metáfora de alegrias e viajo. Num estalar de dedos para todos os lugares. Mesmo aqueles inimagináveis. Elas gostam de me ver carregando um saco branco cheio de balas e muitos presentes. Reunidos cantamos Noite Feliz. Essa canção, nasceu do coração de pessoas que querem um mundo melhor, sem guerras, sem aridez, sem misérias e sem pobrezas. A onde todos tenham boa comida: café com manteiga e pão. Um lugar aonde todos possam trabalhar e ser felizes. Quem pensa no Papai Noel sonha e o Papai do Céu realiza todos os sonhos. Basta saber amar para ter o amor. Sou feito de sonhos e de muito amor. Eu tenho a magia e no meu boné de Papai Noel, mora também o coelhinho da sorte. Quem pensa em Papai Noel, faz o mundo da criança todo cheio de brinquedos de sonhos. Neste Natal vou pedir ao Papai Noel para não me deixar de sonhar quero sonhar acordada e pedir muito amor, paz, saúde e prosperidade para todos e um mundo feliz, sem prantos e sem lágrimas. amém.

Nenhum comentário:

Siga-me por e-mail