Páginas

9 de mai de 2016

9 de maio de 2015 às 14:16 · Entendo que os livros sagrados foram escritos numa época em que a medicina e o mundo científico era muito incipiente. Recorreram ao sobrenatural para impor medo, castigo e prêmio. Normatizaram as regras de acordo com a época. Penso que não havia leis contra o estupro e o incesto, nem mesmo para o aborto que era até uma prática normal, pelas questões de sobrevivência . Com o tempo certas leis fizeram-se necessárias. Óbvio que sempre houve exceções e abusos. A preponderância e o apoderamento era privilégio dos mais fortes e dominadores. Até os dias de hoje, pensa-se que a imunidade os libera da impunidade. Para as relações amorosas conhecia-se apenas dois gêneros. Apesar de uma aparente,harmonia, digladiam-se e como! Nem tudo são flores. Sempre acompanhadas de barbáries e violências. Sendo a criança e o menor as maiores vítimas. Nem a moralidade e os segura. Empurra tudo para o ralo. Porque nas enfermidades e doenças, a cura, começa pelo coração Se tens uma flor, regue-a. Não a maltrate. Cientificamente, já foi comprovado, há mais de 11 relacionamentos, queiram ou não os conservadores. Abençoadas são as crianças que nascem, ou conseguem um lar onde reina o amor entre os pais e seus familiares. Independente de nomes, status ou fortunas. Um beijo para essas , mães-pais, que tenham sempre fé, paz, progresso e muita luz do alto, onde está toda a glória e poder. Parabéns pelo Dia das Mães.

Nenhum comentário:

Siga-me por e-mail