Páginas

6 de mar de 2016

Em 05/03/16

PELOS QUATROS 
Cantos dos mares da vida:
As cidades acordaram estremecidas
Enchentes devastadoras desta 6a feira 
Bateram as portas e janelas
Era a pintura do Grito
II
Ninguém cantou nas praças
Não houve cuíca nem pandeiros
Alguém com uma cueca preta
Abanava o nariz de outro alguém
Começou a guerra do ódio.
III
De longe depois dos oceanos
Ouviram este clamor.
Vozes de finados lamentavam
As estratégias políticas PEESSEDEBISTAS
Do Aécio Mais uma imprensa golpista...
IV
Apertem os cintos uma lenda altaneira
Levou um pau
Acertou no rabo da jararaca
Indignada chacoalhou Lá mesmo no aeroporto
Desrespeito de igual tamanho nunca visto.
VI
Jogou búzios da sorte Deu Cascavel na cabeça
Na virada dessas cartas o Cerrado a Caatinga
O pampa a Amazônia a Mata e o Pantanal
A Flora a Fauna as Estrelas do Céu o Sol e a Lua
E a Camada de Ozônio Cantaram ALELUIA.

Nenhum comentário:

Siga-me por e-mail